Search
K

Tranches Júnior e Sênior

Tranches são o sistema que a AmFi usa para equilibrar risco e retorno.
Nos pools da AmFi, os originadores normalmente fornecem capital para a tranche júnior, alinhando seus interesses com os dos investidores da tranche sênior. Esse alinhamento ocorre porque os retornos do originador são proporcionais ao desempenho do pool, ou seja, para o originador auferir retorno, o pool deve auferir mais do que o esperado na tranche sênior.
Essa forma de compensação é chamada de cascata. É como se a água fluísse: primeiro, ela preenche a tranche sênior com os retornos esperados e apenas o que transborda flui para a júnior. Há um limite de rendimento para a tranche sênior, mas não para a júnior.

Como funciona

  • Após a criação de cada Pool AmFi e antes que ele seja aberto para investimento, o Originador deve fornecer um capital de primeira perda, referido aqui como Tranche Júnior.
  • O valor normalmente varia entre 5% e 25% do volume do pool e é aqui chamado de índice de subordinação, dependendo do histórico do Originador na operação de veículos de crédito, e deve ser alocado na Tranche Júnior.
  • O investimento na Tranche Júnior não está aberto a todos os investidores, mas apenas aos Originadores e Investidores por eles convidados a alocar capital a esta tranche.
  • Dessa forma, os interesses dos Originadores estão alinhados com os dos Investidores, uma vez que o próprio dinheiro dos Originadores serve como um amortecedor que protege o Investidor de perdas de capital.
  • Quando o capital é depositado na Tranche Júnior, ele é liberado para investimento na Tranche Sênior.
Por exemplo, uma carteira com subordinação de 10% tem uma proporção de 1:9, ou seja, para cada US$ 1 depositado na tranche júnior, US$ 9 podem ser depositados na tranche sênior.
Entendendo o APY
O Rendimento Percentual Anual (APY, na sigla em inglês) esperado depende de dois fatores:
  1. 1.
    Cada operação tem seu próprio perfil de risco-retorno. Uma operação mais arriscada terá um APY mais alto, enquanto uma operação menos arriscada terá um APY mais baixo;
  2. 2.
    O APY é determinado com base na análise do histórico do originador e na capacidade de gerar boas operações.
Atualmente, investidores institucionais, com sua vasta experiência no mercado de capitais, cuidam da precificação inicial dos pools. Eles analisam a estrutura operacional de cada pool e as garantias com as quais irá operar para determinar o rendimento desejado e a subordinação mínima ("tranche ratio") exigida.
Embora sejam fornecidas informações importantes e básicas sobre cada pool (por exemplo, critérios de elegibilidade, período de amortização, tipo de ativos), a AmFi não fornece consultoria de investimento.
É necessário fazer sua própria pesquisa antes de investir em um pool, pois por mais que estejamos comprometidos em trazer operações robustas para nossa plataforma, ainda há riscos envolvidos em investir nos Pools AmFi.

Tokens de Tranche

Cada vez que um investidor aporta ABRLs na tranche sênior ou júnior, ele recebe uma quantidade de tokens de tranche, que é como um "recibo digital" indicando quanto ele aportou no pool. Os investimentos nos Pools AmFi são feitos com base nos tokens de tranche:
  • Quando um investidor aloca fundos para um pool, ele "compra" os tokens de tranche do pool.
  • Se o pool tiver um bom desempenho, o valor dos tokens aumentará.
  • Tokens do tipo sênior acumulam rendimento a cada 24 horas de acordo com o APY-alvo.
  • Tokens do tipo júnior acumulam rendimento a cada 24 horas de acordo com o desempenho dos empréstimos.
  • Quando chega a hora de distribuir valor aos investidores, o pool distribui ABRL aos investidores proporcionalmente à quantidade de tokens de cada um, amortizando assim o valor do token.
É assim que funcionam os investimentos em pools da AmFi.